Publicado em

Gengibre: Você conhece seus poderes?

gengibre e seus benefícios

Ele é originário da Ásia, pode ser utilizado tanto na culinária quanto na área de saúde. Tem um sabor forte e único. Já sabe do que estamos falando? Acertou quem disse gengibre! Pois é, esse fabuloso tubérculo faz parte do hall de plantas medicinais populares no mundo. Certamente a sua fama tem uma excelente explicação: ele apresenta inúmeros benefícios à saúde.

A maneira mais comum de ingeri-lo é em forma de chá. Porém, pode ser encontrado em pó, cápsula, em conserva ou cristalizado. Lembra da febre dos deliciosos sucos detox? Pois é, o gengibre está em todos. Além disso, faz parte da cozinha de muita gente e pode até ser usado em massagens relaxantes. Bastante dinâmico, ele é considerado um alimento termogênico, isto é, pode te ajudar a perder aqueles quilinhos extras.

Ficou curioso e quer saber mais? Então se prepare para conhecer os melhores benefícios do gengibre! Descubra as vantagens que essa planta acessível pode trazer a sua saúde e também o seu paladar. Depois, é só ir à feira ou supermercado e usar a criatividade na hora de consumir.

A composição mágica do gengibre

Por ser uma planta rica em nutrientes essenciais, fica fácil entender o porquê do gengibre ser consumido há tantas geração. Veja a tabela nutricional:

Composição do gengibre para cada 100 g *

Calorias (Kcal) 80

Proteínas (g) 1,82

Lipídios totais (g) 0,75

Carboidratos (g) 17,77

Fibras (g) 2

Cálcio (mg) 16

Ferro (mg) 0,6 

Magnésio (mg) 43

Fósforo (mg) 34 

Potássio (mg) 415 

Sódio (mg) 13

Zinco (mg) 0,34

Cobre (mg) 0,22

Manganês (mg) 0,22

Selênio (mcg) 0,7

Vitamina C (mg) 

Tiamina (mg) 0,025

Riboflavina (mg) 0,034

Niacina (mg) 0,75

Vitamina B6 (mg) 0,16

Fonte: Minha Vida

* o uso do gengibre numa receita pode não alcançar 2g.

De onde vem o poder do gengibre

A força da planta tem origem em seu poderoso líquido oleoso chamado gingerol. No gengibre fresco, o gingerol é o principal componente ativo. E sabe o que esse componente faz? Bom, uma grande variedade de estudos garante que ele age como um anti inflamatório e antioxidante natural.

Outro composto importante do gengibre é o shogaol. Juntos, combatem vários outros tipos de doenças como veremos a seguir.

Na luta contra o câncer

Pesquisadores da Universidade Federal de São Carlos descobriram que o gingerol tem grande potencial no tratamento em conjunto ao câncer de mama. Afirmam ainda que futuramente o gengibre poderá ser testado no combate ao câncer de próstata, de pulmão, de colo de útero, dentre outros tipos da doença.

Por meio desse estudo, foi possível observar que o gingerol pode conseguir inibir o crescimento do tumor primário de mama e também inibir metástases, isto é, quando células do tumor primário se deslocam e passam a afetar outros órgãos.

A continuidade dessa e de outras pesquisas na área é necessária já que o número de pessoas atingidas pelo câncer está em crescente ascensão no mundo. Desse modo, novas opções de tratamento são sempre necessárias.

No enjoo matinal de gestantes

Você sabia que a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo) indica, entre outras terapias não convencionais ou complementares, o uso de gengibre para gestantes com náuseas matinais e episódios esporádicos de vômitos? De acordo com a federação, o gengibre possui ação antiemética, ou seja, ajuda a evitar o vômito.

Antes de mais nada, as gestantes devem conversar com o médico antes de iniciar qualquer tipo de tratamento.

No controle da diabetes

A plataforma Diabete.co.uk, uma comunidade europeia virtual de apoio ao diabético, indica estudos que afirmam que o gengibre pode, a longo prazo, melhorar o controle de açúcar no sangue da pessoa com diabetes tipo 2.

Além disso, mostra pesquisa publicada na Revista Europeia de Farmacologia que afirma que o tratamento com alguns extratos do gengibre levou a uma queda de 35% nos níveis de glicose no sangue e a um aumento de 10% nos níveis plasmáticos de insulina.

Portanto, vale a pena consultar um especialista e conversar sobre as possibilidades do gengibre no auxílio do tratamento dessa doença, não é mesmo?

Na proteção do estômago

Uma extensa pesquisa publicada no diário Medicina Complementar e Alternativa Baseada em Evidências (eCAM), dos Estado Unidos, apontou que o extrato de gengibre pode proteger a mucosa gástrica de lesões induzidas por estresse, inibir a secreção ácida gástrica e o crescimento de H. Pylori. Dessa maneira, pode oferecer proteção antioxidante contra danos gástricos induzidos por estresse.

Apesar disso, cuidado! O excesso de gengibre pode causar irritação no estômago. Use-o com moderação e com acompanhamento de profissionais.

Na controle dos quilinhos extras

A revista americana Time publicou uma análise, conduzida por membros da Universidade Agrícola da China, sobre um apanhado de estudos feitos em relação às propriedades emagrecedoras do gengibre. De forma geral, foi mostrado que o gengibre, e seus principais componentes, podem ser benéficos contra a obesidade, diabetes, doenças cardiovasculares e distúrbios relacionados.

Embora as evidências sejam maiores em estudos conduzidos em animais, os teste clínicos feitos com humanos sugerem que o tubérculo pode aumentar a queima de calorias e reduzir a sensação de fome, além de estar associado à perda de peso em adultos com excesso de peso. Analogamente tem sido associado a mudanças positivas no colesterol, açúcar no sangue, como afirmado acima, pressão arterial, proteínas inflamatórias e saúde do fígado.

Mas cuidado!

Na medicina alternativa a interação de plantas com medicamentos químicos e certas doenças deve ser tratada com cautela. No caso do gengibre, é importante não exagerar no consumo e notar as seguintes restrições:

  • quem utiliza medicamentos para coagulação: o gengibre pode afinar o sangue
  • pressão alta: medicamentos para hipertensão podem sofrer interações com o gengibre
  • diabetes: apesar de ser indicado como auxílio no combate à diabetes, o gengibre pode afetar quem já faz uso de insulina
  • propensos a ter cálculos biliares: especialistas afirmam que o gengibre pode aumentar a produção de bile e, consequentemente, aumentar o surgimento de cálculos biliares 
  • quem quer aumentar o peso: o gengibre é um conhecido acelerador do metabolismo

Por isso é importante o acompanhamento de especialistas!

Para potencializar os efeitos do gengibre, é essencial ter um estilo de vida saudável, uma dieta balanceada e praticar atividades físicas. O gengibre é muito bom e é extremamente versátil. É uma ótima opção para ser incluída no seu dia a dia. Por exemplo, que tal aproveitar esse tempo frio para tomar um delicioso e nutritivo chá?

Conte pra gente como você costuma utilizar o gengibre na sua rotina! Compartilhe esse artigo e ajude a propagar as maravilhas dessa planta!

 

Referência

https://www.minhavida.com.br/alimentacao/tudo-sobre/16281-gengibre

http://www.saci.ufscar.br/servico_release?id=85915&pro=3

https://www.febrasgo.org.br/media/k2/attachments/SeyrieZ-ZEmeseZnaZGravidezZ-ZwebZ-ZversoZfinal.pdf

https://www.diabetes.co.uk/natural-therapies/ginger.html

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3136331/

http://time.com/4787027/ginger-body-fat-obesity/

 

teste