Publicado em

Conheça os 6 melhores exercícios físicos para a 3ª idade

O aumento da expectativa de vida e a busca por uma rotina de hábitos mais saudáveis, fazem com que os exercícios físicos para a terceira idade estejam cada vez mais presentes no cotidiano dos idosos. O objetivo é alcançar o bem-estar e a saúde física e mental. Ao longo do tempo, o envelhecimento natural das células e do corpo possibilita que os mais velhos percam massa muscular, óssea e equilíbrio. Dessa forma, podem sentir dores ocasionadas pela fraqueza, má postura e por algumas doenças crônicas. Por isso a atividade física é tão importante. Aliada a uma boa alimentação, retarda esses sintomas, da mesma forma que contribui para maior qualidade de vida. Nesse sentido, preparamos este artigo com alguns dos melhores exercícios para serem praticados na melhor idade e manter uma vida saudável. Vamos começar?

1. Caminhada

Este exercício é prático e uma ótima opção para os mais sedentários, por ser de baixo impacto. Além disso, pode ser feito em diversos lugares, como parques e calçadas planas, que tenham poucas irregularidades. Assim, é importante escolher um tênis adequado e confortável. Os riscos da caminhada são baixos, desde que o idoso execute os movimentos de acordo com as suas limitações e na sua própria velocidade. Realizar a atividade na parte da manhã, ou no final da tarde, é uma boa opção. O sol estará com temperaturas mais amenas. De acordo com matéria publicada no site do jornal Gazeta do Povo, os idosos devem fazer caminhadas de cerca de 30 minutos por dia, totalizando duas horas por semana. Os benefícios são inúmeros, entre eles: melhora no condicionamento cardiovascular, combate ao colesterol alto, redução do estresse, aumento da disposição física e do fluxo sanguíneo.

2. Dança

A dança é uma atividade que traz resultados muito positivos. Ela pode ser praticada em grupo, dupla ou individualmente. Inegavelmente vem ganhando cada vez mais adeptos, especialmente quando falamos em exercícios físicos para a terceira idade. A prática permite a socialização e reforça o sentimento de pertencimento a um grupo. Outra vantagem é a possibilidade de ajustes à realidade motora e limites do corpo de cada pessoa. O ritmo pode ser mais calmo ou mais animado, o que abre espaço para que todos possam participar. Os movimentos podem melhorar a memória, diminuir a pressão alta, divertir e estimular a produção de dopamina e serotonina: os hormônios da felicidade! Dessa maneira, a dança pode minimizar a necessidade do uso de medicamentos contra depressão, por exemplo.

3. Pilates

O Pilates é um dos exercícios físicos mais procurados pela terceira idade. A atividade fortalece os músculos e os ossos. Aumenta a flexibilidade por meio da maior amplitude dos movimentos, melhora o equilíbrio, diminui as dores e trabalha as articulações do corpo. Além disso, a prática corrige a má postura, preservando a coluna, uma das partes que mais sofre com o tempo. A coordenação motora e a memória também são beneficiadas com a necessidade de decorar a sequência de cada treino. Com a melhoria na flexibilidade e na postura, o idoso consegue otimizar sua mobilidade. Praticar Pilates também deixa o cérebro alerta. O exercício pode assegurar o bom funcionamento das funções cognitivas e melhorar a atenção. Segundo artigo do site da Voll Pilates Group, a atividade é bastante útil nos primeiros estágio do Alzheimer. Ela ajuda a atrasar a progressão das perdas motoras causada pela doença.

4. Bicicleta

Andar de bicicleta é um excelente exercício. Ativa o sistema metabólico e ainda preserva o impacto nas articulações. O movimento de pedalar é capaz de reforçar a musculatura inferior, como o quadril e as pernas, principais responsáveis pela sustentação do corpo. Entretanto, é muito importante que essa atividade seja supervisionada e realizada com cuidado. Acidentes podem causar sérios problemas, principalmente na estrutura óssea. Uma boa opção é praticar o exercício na grama ou em um tipo de piso que amorteça possíveis quedas. Além disso, é fundamental que todos os equipamentos de segurança sejam usados como capacete, joelheiras e cotoveleiras. Andar de bicicleta reforça a sensação de liberdade e independência. Aliados a maior capacidade de equilíbrio, esses resultados tendem a aumentar a satisfação e o bem-estar.

5. Hidroginástica

Também muito procurada pela terceira idade, a hidroginástica permite que os movimentos sejam feitos sem causar riscos para as articulações, que tendem a perder força com o tempo. A atividade também proporciona condicionamento físico, fortalece a musculatura, melhora o sistema respiratório e cardiovascular. Além disso, ajuda a prevenir lesões, aliviar dores e alongar e fortalecer as articulações. Outra vantagem é que a hidroginástica desenvolve o equilíbrio e a coordenação motora. Por isso, atividades simples, como subir e descer escadas, tornam-se mais seguras. A prática também promove o relaxamento e combate a insônia, um problema comum entre idosos. Um sono melhor e mais profundo regenera e dá mais energia para o dia a dia. Com mais disposição, os mais velhos vivem melhor e tornam-se mais ativos e independentes.

6. Natação

Nadar queima calorias, fortalece os músculos, melhora a frequência cardíaca e a função respiratória. Protege as articulações e ajuda a tratar doenças como a artrite. Por ser feita na água, assim como a hidroginástica, é uma atividade segura e de baixo risco, quando bem orientada por um profissional. Quem pratica natação também adquire mais segurança para realizar as atividades do dia a dia, além de influenciar positivamente a autoestima. A atividade fortalece a musculatura, principalmente a do abdômen, fazendo com que a pessoa se sinta mais forte e confiante. Além disso, o exercício também reduz a perda de massa óssea. E, pra finalizar, a vasodilatação que a água provoca, melhora a respiração e garante mais saúde para o idoso. É importante respeitar as necessidades e as limitações de cada um. Por isso, é fundamental contar com a liberação de um médico e com acompanhamento de um profissional capacitado. Gostou do nosso conteúdo? Então, curta a nossa página no Facebook e receba outras informações sobre saúde e bem-estar diretamente no seu feed de notícias!

teste